Nova modalidade de crédito imobiliário na Caixa com juros reduzidos

Nova modalidade de crédito imobiliário na Caixa com juros reduzidos

A Caixa vai renegociar dívidas de clientes e espera reabilitar os consumidores às compras, oferecendo descontos de 40% a 90%

A Caixa vai renegociar dívidas de clientes e espera reabilitar os consumidores às compras, oferecendo descontos de 40% a 90%

Na próxima terça-feira, 20 de agosto, a Caixa vai anunciar novas taxas de crédito imobiliário, como informado por Pedro Guimarães durante o evento ao vivo realizado pelo presidente Jair Bolsonaro.

Ainda não foram divulgados muitos detalhes, mas o que se sabe é que o bano vai utilizar o índice da inflação (IPCA) para corrigir os novos financiamentos imobiliários.

Faça agora a simulação de financiamento do seu imóvel

Essas novas linhas entram no âmbito do Sistema Financeiro de Habitação (SFH), permitindo o uso do FGTS para pagamento de prestações e amortização de saldo para devedores dos financiamentos.

Leia também: Governo divulga calendário de saques do FGTS

Atualmente, as linhas de crédito habitacionais são corrigidas pela Taxa Referencial (TR) + juros de, no máximo, 12% ao ano. O IPCA vai substituir a TR, assim, a expectativa é que os juros cobrados pelo banco diminuam, trazendo benefício ao bolso do consumidor que deseja adquirir o seu imóvel.

Com a queda da Selic, o banco deve reduzir a taxa de juros. Assim, espera-se que a Caixa anuncie taxas de 2% a 3% ao ano + IPCA, que está previsto para terminar 2019 por volta de 3,8%.

Ao ser questionado sobre os clientes que já possuem um financiamento em andamento, Guimarães ressaltou que a nova modalidade será aplicada apenas para novos compradores. “A gente não pode mexer nos contratos”, disse o presidente da Caixa.

Leia também: Dúvidas sobre o Minha Casa Minha Vida? Gerente Geral da Caixa responde