Coronavírus: Consumidores com parcelas em dia podem prorrogar pagamentos de financiamento imobiliário por até 90 dias

Coronavírus: Consumidores com parcelas em dia podem prorrogar pagamentos de financiamento imobiliário por até 90 dias

Coronavírus: Consumidores com parcelas em dia podem prorrogar pagamentos de financiamento imobiliário por até 90 dias

Coronavírus: Consumidores com parcelas em dia podem prorrogar pagamentos de financiamento imobiliário por até 90 dias

Em coletiva de imprensa, Governo Federal e Caixa anunciam novas medidas para ajudar os consumidores a passar pela crise do coronavírus.

Pedro Guimarães, presidente da Caixa, comentou as ações que já estão em andamento e que ainda podem ser ampliadas para ajudar a população financeiramente.

“800 mil famílias já puderam postergar por 2 meses as suas parcelas de crédito imobiliário. Já anunciamos que poderá ser por 3 meses. Se a crise se intensificar, faremos para 4, 5 ou 6 meses”, disse o presidente da Caixa.

Confira como foi a coletiva de imprensa que aconteceu na manhã de sexta-feira (27).

Diversos bancos além da Caixa decidiram fazer um esforço para ajudar a população a se recuperar economicamente da crise do Coronavírus presente no Brasil.

As medidas estão sendo coordenadas pelo Tesouro, Banco Central, BNDES e os bancos privados.

Quem pode solicitar prazo para pagamento de Crédito Imobiliário e como funciona

Prorrogação por 60 ou 90 dias do pagamento da parcela do crédito imobiliário.

Quem pode solicitar? Clientes que estão com as parcelas em dia.

O que muda? Não há alteração da data de vencimento do contrato apenas será postergado o vencimento o da próxima parcela.

A taxa de juros do contrato será mantida e não haverá cobrança de multa.

São pagos apenas os seguros obrigatórios e a tarifa de serviços administrativos (TSA), quando aplicáveis.

Para solicitar a pausa no pagamento dos empréstimos/financiamentos, não há necessidade de comprovação. O próprio cliente pode utilizar, por exemplo, o aplicativo da Caixa para solicitar a suspensão.

A solicitação pode ser feita em qualquer ambiente de atendimento da Caixa, como agências, lotéricas, site, aplicativo e correspondentes.

Leia também: CORONAVíRUS – Caixa permite pausa no pagamento de parcela de financiamento

Como funciona com os outros bancos

Bradesco
O Bradesco diz, em nota, que está à disposição para prorrogar por 60 dias as dívidas de operações em dia.

Em financiamentos imobiliários, o banco pede que o cliente preencha um formulário disponível pelo internet banking, assine e envie por e-mail para a agência onde tem conta. Não é necessário ir à agência. O valor postergado será diluído nas prestações restantes.

Banco do Brasil
O Banco do Brasil não permite suspender financiamentos de imóveis e carros.

O banco prorrogou o prazo de parcelas que vencem nos próximos 60 dias apenas para algumas de suas linhas de crédito da pessoa jurídica. Os clientes podem prorrogar essas parcelas a vencer para o final do cronograma, com juros diluídos ao longo de todo o cronograma de pagamento.

Para os clientes pessoa física, foi disponibilizada a possibilidade de carência diferenciada de 60 a 180 dias para o pagamento da próxima parcela da renovação das operações em dia de CDC Automático, CDC Salário e CDC Consignado (conforme condição de cada convênio).

Itaú

No Itaú o pedido pode ser feito por meio das centrais de atendimento. Para veículos, em capitais e regiôes metropolitanas o número é o 4002-0234, enquanto nas demais localidades basta ligar para 0800-729-0234. No caso de financiamentos imobiliário, o atendimento é de segunda a sexta, das 8h às 21h pelo 4004-7051, para capitais e regiôes metropolitanas, e 0300-789-7051 para demais localidades.

Santander

O Santander lançou um hotsite para orientar os clientes interessados em solicitar a prorrogação do vencimento de dívidas, em linha com a determinação do Conselho Monetário Nacional (CMN).

Veículos e bens financiados pela Santander Financiamentos fora da rede de agências não foram, neste momento, incluídos na medida.